24/10/2017 às 20h59min - Atualizada em 24/10/2017 às 20h59min

Max Verstappen pode ser punido por chamar comisssário de "idiota".

Caso levanta questionamentos sobre exageros nas decisões da FIA

lance.com.br

Max Verstappen pode enfrentar problemas por insultar um comissário da FIA.

Após ser punido por sua ultrapassagem sobre Kimi Raikkonen na última volta do GP dos Estados Unidos, Verstappen acusou um comissário em particular – supostamente o australiano Garry Connelly – de sempre penalizá-lo por suas manobras.

“Ele é um idiota que sempre decide contra mim”, disse o holandês. “Espero que os fãs não gostem da decisão e não retornem no próximo ano”, acrescentou Verstappen antes de deixar Austin.

Agora, fontes das mídias britânica e alemã relataram que a FIA pode investigar se as críticas de Verstappen contra o comissário trouxeram descrédito para a Fórmula 1.

Christian Horner, chefe da Red Bull, acha que não. “Se Lewis Hamilton pode criticar o presidente dos EUA, um piloto frustrado pode expressar sua opinião”, declarou ele à Auto Motor und Sport.

Quanto à ultrapassagem de Verstappen, as opiniões estão divididas. Alguns dizem que foi claramente ilegal, outros acreditam que as punições deveriam acabar e muitos argumentam que as pistas deveriam ser modificadas para que seja impossível exceder os limites.

Alguns especialistas afirmam que o problema real é que só alguns tipos de violações dos limites da pista são penalizadas. Charlie Whiting, diretor de prova da F1, defendeu a decisão dos comissários em Austin.

“Em todos os outros casos em que os pilotos saíram do circuito, eles percorreram uma distância maior. Max, por outro lado, cortou a curva com as quatro rodas”, disse ele.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »