10/07/2020 às 09h54min - Atualizada em 10/07/2020 às 09h54min

NASCAR em Indianápolis: Ação no oval e no misto

Colaboração: Guilherme Martins

Guilherme Martins - STH Automobilismo
 

A NASCAR chegou em Indianapolis com corridas tanto no oval quanto no misto, pela primeira vez na Brickyard e emoção não faltou. Além do primeiro registro de piloto contaminado com Covid-19

 
Pela primeira vez, a NASCAR realizou no final de semana do 4 de julho (Independência dos EUA) uma corrida no oval de Indianápolis. A categoria chegou no estado de Indiana cercada com uma simples dúvida: como seria a aceitação da mudança de pista no feriado, já que até então, a corrida do 4 de juho era realizada em Daytona. E não faltaram emoções, tanto no oval pela Cup como no misto pela Xfinity.
 
A corrida já Cup já começou com muito burbirinho causado pelo primeiro caso de Covid-19 no grid. O hepta campeão Jimmie Johnson testou positivo e acabou sendo afastado pela categoria. Seu substituto foi Justin Allgaier, piloto do #7 da Jr. Motorsports. JJ já foi confirmado para a corrida do próximo domingo em Kentucky.
Como esperado, a mãe natureza adiou por um tempo a largada da Cup, causada por uma tempestade de raios. A corrida já começou caótica na primeira amarela do dia, quando tivemos um big one nos boxes durante as paradas. Ryan Preece rodou e o caos surtiu efeito; além de Preece, Allgaier no #48, Brennan Poole, Ricky Stenhouse Jr., Martin Truex Jr., Christopher Bell, Corey LaJoie, Chris Buescher e Ryan Blaney estiveram envolvidos. Truex, LaJoie, Allgaier, e Preece tiveram suas corridas abreviadas.
A corrida seguiu sem problemas até o final do primeiro estágio, quando Ryan Newman teve um furo de pneu e bateu no muro. William Byron não entrou nos boxes e acabou por capitalizar em cima dessa decisão, com a vitória no estágio. Na volta 75, Erik Jones teve um furo de pneu e também bateu no muro. Poucas voltas depois, Ryan Blaney foi vitima e acabou levando mais uma amarela na pista. Após isso, a corrida seguiu sem problemas e Kevin Havick faturou o segundo estágio. O próximo incidente veio por ocorrer na volta 133, quando Alex Bowman foi outra vitima de furo de pneu e acertou o muro por causa disso. Após a relargada, Denny Hamlin disparou na frente, até que faltando 6 voltas, o piloto do #11 teve um estouro de pneu na curva dois e foi para o muro. Com estratégias diferentes quem se deu bem foi Kevin Harvick que não parou e venceu mais uma vez na Brickyard. O destaque dessa vez é negativo, e é sobre os pneus da Goodyear, que mais uma vez tiveram problemas na corrida em Indy e acabou por rememorar o fiasco da corrida de 2008.
 

BUSCHHHHHHHHHH



 
Top 10 Big Machine Hand Sanitzer 400 Powered by Big Machine Records

1 – #4 Kevin Harvick – Ford
2 -  #42 Matt Kenseth - Chevrolet
3 – #10 Aric Almirola - Ford
4 -  #2 Brad Keselowski - Ford
5 -  #41 Cole Custer - Ford
6 – #18 Kyle Busch - Toyota
7 – #34 Michael McDowell - Ford
8 – #9 Tyler Reddick - Chevrolet
9 – #9 Bubba Wallace - Chevrolet
10 – #22 Joey Logano – Ford
 
 
No sábado, a Xfinity correu no misto de Indianápolis, fazendo o doubleheader com a Formula Indy. Como era a primeira corrida da divisão, no traçado misto, a NASCAR resolveu manter dois treinos livres para que os times e os pilotos pudessem conhecer o traçado e não fossem “as cegas” para uma corrida tão desafiadora.
Diferente do esperado, os pilotos foram muito agressivos desde a largada, com muitos toques e pequenos incidentes, causando danos de níveis diferentes em vários pilotos. Muito por causa disso, o primeiro estágio terminou em bandeira amarela quando Vinnie Miller teve um furo de pneu e ficou parado na pista. Com isso, Austin Cindric ficou com a vitória no primeiro estágio. Poucas voltas depois foi a vez de Bayley Currey ficar parado na pista e causar uma amarela. Amarela que voltou a aparecer quando Brandon Jones PEGOU FOGO e acabou abandonando.
 


ESTOU PEGANDO FOGO!” Jones, Brandon (provavelmente)


 
Quem capitalizou nessa amarela foi Chase Briscoe, que acabou saindo dos pits na frente e manteve a liderança até o final do segundo estágio. Mesmo sem amarelas até o final da corrida, o último estágio foi muito agitado, com muitas ultrapassagens e muitos carros avariados. Faltando 7 voltas, o carro #44 de Tommy Joe Martins perdeu o eixo causando a amarela derradeira do dia. Após a relargada o caos reinou: em um espaço de duas voltas Chase Briscoe perdeu a liderança após errar na curva 10, a recuperou numa disputa insana com AJ Allmendinger, Austin Cindric e Noah Gragson e recebeu a quadriculada em primeiro. Quem se beneficiou com a bagunça foi Justin Haley que terminou em segundo. O destaque ficou o jovem Preston Pardus, que conseguiu um grande décimo lugar com o carro da DGM Racing.
 

Dessa vez com emoção


 
Top 10 Pennzoil 150 At The Brickyard
 
1 – #98 Chase Briscoe - Ford
2 -  #11 Justin Haley - Chevrolet
3 – #9 Noah Gragson - Chevrolet
4 -  #16 AJ Allmendinger - Chevrolet
5 -  #22 Austin Cincric - Ford
6 – #10 Ross Chastain - Chevrolet
7 – #7 Justin Allgaier - Chevrolet
8 – #90 Alex Labbe - Chevrolet
9 – #1 Michael Annett - Chevrolet
10 – #36 Preston Pardus – Chevrolet
 
A próxima parada da NASCAR é no Kentucky com corridas das três divisões: A Cup corre no domingo as 15:30, a Xifnity terá rodada dupla, com corridas na quinta e na sexta, ambas as 21:00 e a Truck corre no sábado as 13:30 (Todos os horários de Brasilia).


/////SSSM
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »