03/07/2020 às 09h30min - Atualizada em 03/07/2020 às 09h30min

O que podemos esperar da temporada 2020 de Fórmula 1

Colaboração Renata Veríssimo

Renata Veríssimo - STH Automobilismo

Estamos em Race Week (semana de corrida) e a animação dos torcedores para a volta da Fórmula 1 está em alta. Pilotos e equipes, todos fazendo contagem regressiva em suas redes sociais e postando sobre as preparações para correr no dia cinco de julho.
A primeira corrida do ano acontecerá na Áustria, no circuito de Spielberg, que já foi palco de grandes disputas. Na casa da Red Bull, podemos esperar uma boa corrida do piloto Max Verstappen. Correndo pela Red Bull Racing, o holandês venceu nesta pista em 2018 e 2019. Inclusive, Max é o principal cotado para a briga pelo o título 2020. Sem dúvida ele vem para dar trabalho para Lewis Hamilton (atual campeão mundial).
Quanto ao resto de 2020, espera-se que seja uma temporada cheia de emoções, porém bem cansativa para os pilotos e equipes, já que serão oito corridas em dez semanas, por exemplo. Este ano, por conta da Covid-19, terá menos corridas do que o previsto inicialmente. De um total de 22 corridas, terão somente entre 16 e 17 disputas. Lembrando que apenas oito foram confirmadas ainda.
O corredor a ser batido é Lewis Hamilton, que vem de três conquistas consecutivas do título mundial de Fórmula 1 (2017, 2018 e 2019). O inglês, neste ano, pode igualar-se em títulos a Michael Schumacher e conquistar seu sétimo campeonato. Além disto, se Hamilton ganhar cinco corridas, ele ultrapassará Schumacher nos números de vitórias. Valtteri Bottas, Charles Leclerc, Sebastian Vettel e Max Verstappen são a esperança para tirar o título das mãos de Lewis Hamilton. Claro, se você é daqueles fãs da Fórmula 1 que não aguentam mais ver Hamilton vencer, fique de olho nesses pilotos! Eles farão o inglês suar na busca pelo título (ou não).
Já a equipe a ser batida será a Mercedes. Nos últimos seis anos ela conquistou o campeonato de construtores. Para se ter uma ideia, a diferença de pontos da Mercedes para a equipe segunda colocada em 2019 fora de 235 pontos, e para a última colocada fora de 738 pontos.


Nova Mercedes 2020
A equipe Racing Point pode vir para agitar as coisas nas primeiras corridas do ano, já que apresenta um carro semelhante ao da Mercedes W10 2019. O carro apelidado de ‘Mercedes Rosa’ na pré-temporada, pode dar trabalho para equipes como McLaren e Renault. Há quem acredita que a Racing Point pode tentar roubar o espaço das equipes principais logo nos primeiros dias de disputa, e poderá vir a ser a melhor equipe do pelotão do meio. Lembrando que a equipe ocupou a sétima colocação de construtores nos anos de 2018 e 2019, mas é claro que a nova atualização do carro pode vir a fazer a diferença para a equipe.
 Como já sabido, todos os envolvidos nas corridas serão testados para o coronavírus antes de cada etapa, os pilotos só poderão levar um acompanhante e as primeiras corridas do ano não terão torcedores nas arquibancadas. Dentro do paddock as medidas de segurança continuam, pois as equipes não poderão interagir entre si. Ou seja, se ano passado tivemos vários ‘memes’ surgindo e pilotos como Lando Norris e Daniel Ricciardo tirando sarro um do outro, este ano não veremos isso. Por outro lado, dentro das pistas o negócio pode pegar fogo. Depois de três meses sem correrem, a aposta é de que os pilotos vem com tudo para matar a ‘sede’ de corridas. Por isso, podemos ter corridas eletrizantes ou bem malucas e com muitos acidentes.
O cansaço mental e físico pode ser grande nesta temporada, mais do que o normal, justamente pelas semanas seguidas de disputas. Veremos então quem realmente está preparado tanto física quanto emocionalmente, pois erros triviais poderão acontecer se o atleta não estiver bem atento. Porém, nas primeiras corridas do ano os erros podem ser normais, visto que os pilotos estão ‘enferrujados’ e o único carro que dirigiram nesta quarentena foram os virtuais.
Para quem não sabe, a ‘dança das cadeiras’ ainda continua nos bastidores da Fórmula 1, para o grid do ano que vem somente oito pilotos estão confirmados: Charles Leclerc e Carlos Sainz na Ferrari, Lando Norris e Daniel Ricciardo na McLaren, Max Verstappen na Red Bull, George Russell na Williams, Esteban Ocon na Renault e Sérgio Perez na futura Aston Martin. Sem a confirmação de nenhum piloto para 2021, a Mercedes pode avivar um pouco as coisas dentro e fora das pistas, afinal, ter o melhor carro do grid não é para qualquer um e sem dúvida os pilotos vão querer mostrar que são dignos de uma equipe top de linha.

Graças a contratação de Carlos Sainz pela Ferrari e a renovação do contrato de Charles Leclerc até 2024, Sebastian Vettel, considerado um dos melhores pilotos da história da categoria, ficará fora da equipe italiana na próxima temporada. Ainda não se sabe nada a respeito do destino de Vettel na Fórmula 1, só o que se sabe é que esta poderá ser a última temporada do alemão. Apesar da Ferrari ter demonstrado uma queda em seu rendimento na pré-temporada, não duvide do talentoso Sebastian Vettel, que poderá vir alienado para conquistar mais um título e mostrar para a Ferrari que ele ainda tem muito para dar para a categoria.
 A temporada de 2020 com certeza vai deixar a sua marca no esporte, se não for pelos acontecimentos da Covid-19 que adiaram as disputas, será pelos recordes batidos. Sim, além da possibilidade de Lewis Hamilton quebrar os índices de Schumacher, Charles Leclerc e Max Verstappen podem se tornar os campeões mais novos da Fórmula 1. Título esse que pertence a Sebastian Vettel, que conquistou seu primeira título com apenas 23 anos de idade. Kimi Räikkönen, o piloto mais experiente do grid, pode quebrar o recorde de Rubinho Barrichello de piloto com mais GPs disputados, um total de 322 corridas. A Mercedes também está perto de quebrar um recorde, se vencedor de mais um ano do campeonato de construtores, a equipe está perto de quebrar a hegemonia mais longa da história da Fórmula 1, o da equipe Ford-Cosworth que conquistou o título de 1968 até 1974.
Leitores, apertem os cintos e subam o som da televisão! A temporada de Fórmula 1 2020 está para começar. Façam a suas apostas e fiquem atentos aos horários para não perderem um minuto desta temporada atípica. Os treinos livres aconteceram hj (6h00 e 10h00 no horário de Brasília) e no sábado (7h00 no horário de Brasília). Já a classificação ocorrerá no sábado às 10h00 no horário de Brasília. A corrida oficial acontece no domingo, 5 de julho, às 10h10 da manhã.

 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »