29/06/2020 às 08h27min - Atualizada em 29/06/2020 às 08h27min

NASCAR em Talladega: O maior oval da NASCAR com muita velocidade e mais mensagens contra o racismo

Colaboração Guilherme Martins

Guilherme Martins - STH Automobilismo
 

A NASCAR chega em Talladega para uma das “loterias” da temporada, já que corridas nos Superspeedways são muito imprevisíveis. Além do fato triste que marcou o final de semana onde foi encontrada uma corda de forca na garagem de Bubba Wallace.

 
Talladega sempre entrega aos fãs de automobilismo grandes imagens e corridas. Esse fim de semana não foi diferente, mas pelos motivos que não deveriam acontecer. No sábado, foi encontrado uma noose (Corda para forca na garagem de Bubba Wallace, o único piloto negro da categoria. O choque foi imediato, com reações imediatas de todos os envolvidos, seguindo a filosofia da NASCAR de Zero Racismo e fim da intolerância. Com o FBI investigando foi descoberto que a corda já estava na garagem desde a última corrida no local em outubro, o que mostrou uma certa desatenção de todos os envolvidos.
 
Mais uma vez a chuva deu as caras e fez com que a corrida da Cup fosse adiada para segunda. E a luta contra o racismo está cada vez mais ligada à categoria. Com um gesto GIGANTESCO, todos os pilotos empurraram o carro de Bubba para frente no pit lane antes do hino nacional.
Mesmo com o sol aparecendo na segunda, havia previsão de chuva durante a corrida, deixando todos os pilotos bem mais agitados do que o normal em uma corrida em SS. O pole Martin Truex Jr. liderou as primeiras voltas mas logo perdeu posições com problemas em um pneu traseiro. A amarela de competição veio na volta 26 e alguns carros não pararam, priorizado posição de pista. A corrida seguiu sem problemas até a volta 57, quando a gloriosa chuva deu as caras, fazendo com que a corrida ficasse paralisada por pouco menos de uma hora. Na volta, Tyler Reddick venceu o primeiro estágio de sua carreira e nas paradas, Alex Bowman no #88 saiu na frente e liderou as primeiras voltas do segundo estágio.
A primeira amarela vinda por problemas na pista veio na volta 95, com o 38 de John Hunter Nemechek rodando. Nas paradas, alguns pilotos trocaram 2 pneus e Ryan Blaney venceu a corrida dos pits, relargando na frente e a manteve até a amarela da volta 116, por detritos na pista. Blaney brigou com Ricky Stenhouse Jr metro a metro pela vitória no segundo estágio, mas o piloto do #47 botou o segundo estágio no bolso. Com o final da corrida chegando, Chase Elliott tentando assumir a liderança acabou rodando e atrapalhando a grande sequencia de corridas do piloto do 9. Poucas voltas depois Brennan Poole também rodou e trouxe o que parecia ser a última amarela do dia, até que Kevin Harvick rodou Jimmie Johnson, levando a corrida para a prorrogação. Com a preocupação com o combustível, já que ninguém arriscou entrar nos pits. NA relargada, Ryan Blaney fez um ótimo trabalho e tomou conta para vencer a segunda seguida em Dega. O maior destaque ficou com Aric Almirola que rodou perto da linha de chegada e cruzou em terceiro “de costas”.


Porque cruzar a linha de chegada de frente é para os fracos.


Top 10 Geico 500

1 – #12 Ryan Blaney - Ford
2 -  #47 Ricky Stenhouse Jr. - Chevrolet
3 – #10 Aric Almirola - Ford
4 -  #11 Denny Hamlin - Toyota
5 -  #20 Erik Jones - Toyota
6 – #17 Chris Buescher - Ford
7 – #88 Alex Bowman - Chevrolet
8 – #38 John Hunter Nemechek - Ford
9 – #1 Kurt Busch - Chevrolet
10 – #4 Kevin Harvick – Ford
 
No sábado, a Xfinity correu e mesmo com poucas amarelas, a corrida foi muito agressiva e disputada, com vários pilotos se revezando na ponta, além da disputa do Dash4Cash com Ross Chastain, AJ Allmendinger, Brandon Jones e Chase Briscoe.
Justin Haley foi o pole e liderou as 2 primeiras voltas, até que Michael Annett assumiu a ponta e liderou a corrida até a amarela de competição na volta 12, mas após os pits, Haley reassumiu a ponta e venceu o primeiro estágio. O segundo estágio seguiu sem amarelas mas com muitas ultrapassagens e Chase Briscoe, no 98 levou para a casa o estágio. A primeira amarela por incidentes na pista veio na volta 78, quando Riley Herbst rodou. Na volta 96 veio o primeiro “small one” onde 6 carros se envolveram em um acidente trazendo a primeira bandeira vermelha da corrida. A mesma retornou nas últimas 10 voltas, quando Noah Gragson no 9 rodou seu companheiro de Jr. Motorsports Justin Allgaier, desencadeando o big one tão esperado. Na relargada Haley e Daniel Henric correram lado-a-lado até o final da última volta, quando Haley fez os movimentos certos e ficou com a sua primeira vitória na divisão. Já na disputa do Dash4Cash, Ross Chastain terminou em segundo, fechando a dobradinha da Kaulig Racing e faturou mais 100 mil doletas.


A primeira é sempre inesquecível
 
Top 10 Contender Boats 250
 
1 – #11 Justin Haley - Chevrolet
2 -  #10 Ross Chastain - Chevrolet
3 – #8 Jeb Burton - Chevrolet
4 -  #22 Austin Cindric – Ford
5 -  #02 Brett Moffitt - Chevrolet
6 – #21 Anthony Alfredo - Chevrolet
7 – #16 AJ Allmendinger - Chevrolet
8 – #07 Gray Gaulding - Chevrolet
9 – #36 Alex Labbe - Chevrolet
10 – #9 Noah Gragson - Chevrolet


No próximo fim de semana, a NASCAR chega no “Tricky Triangle” de Pocono com Doubleheader da Cup. No sábado, a corrida começa as 16:30 e no domingo as 17:00. No sábado temos a Truck Series as 13:30 e no domingo no mesmo horário da Truck, temos a Xfinity.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »