24/05/2020 às 11h31min - Atualizada em 24/05/2020 às 11h31min

Ushuaia: StiloHouse no fim do mundo! Parte 1

Por Marcia Cand

Marcia Candi - STH
STILO HOUSE EM  AVENTURA NO FIM DO MUNDO – PATAGÔNIA
 
Há 4 anos (março de 2016) eis que o grupo “Café com Leite”, formado por 3 paulistas e uma mineira: Marcia Cand, Ribeiro Afonso e sua esposa Juliana Ribeiro, e Tania Mota,  parte para uma aventura de 8 dias. O destino é o Fim do Mundo, ou seja: Patagônia Argentina, visitando Ushuaia, o ponto mais astral do planeta Terra e El Calafate, também na Argentina.
A época escolhida foi o fim do verão, com temperaturas amenas, porém o frio acompanhando toda a aventura.


Figura 1 - temperatura -
O destino inicial foi Ushuaia. Uma província localizada ao sul da Argentina.
O ponto de partida foi  pelo Aeroporto Franco André Montoro – Guarulhos,  para embarque com destino a Ushuaia, com conexão na cidade de Buenos Aires. A parte área foi com a Aerolineas Argentinas (https://www.aerolineas.com.ar/pt-br)

Figura 2 - mapa
USHUAIA é denominada a cidade mais austral do fim do mundo e garante paisagens exuberantes. Ushuaia  é conhecida como a “cidade do fim do mundo” por causa da sua localização geográfica.
Situada na Ilha Nacional da Terra do Fogo, Ushuaia fica no extremo sul da Argentina.

Figura 3 percurso
 

 
A visão do alto ao chegar em Ushuaia é de tirar o fôlego e  um verdadeiro deleite para os olhos.
 

Figura 4 vista aérea de Ushuaia
 
A paisagem de Ushuaia  é formada por montanhas, mar, glaciares, bosques, colônias de pinguins e grandes mamíferos marinhos.
 
 
A nossa hospedagem foi no Hotel Los Naranjos (https://losnaranjosushuaia.com/),  de 06 de março a 09 de março de 2016.



Figura 5 - Hotel

Utilizamos o táxi local para o transfer do aeroporto para o hotel.
A escolha do hotel teve como parâmetro o binômio custo/benefício, no tocante a nossa locomoção ao centro de Ushuaia. A reserva foi gerenciada pela empresa de turismo Delta, localizada na cidade de Taubaté (http://www.deltaturismo.com.br/).
Ushuaia é um encanto e conta com estrutura para recebimento do visitante: hotéis, restaurantes, lojas, e diversas agências de turismo local para contratação de passeios.

Figura 7 - passeio panorâmico

Figura 8 vista do Porto de Ushuaia



F
igura 8 vista do Porto de Ushuaia




Figura 9 vista da Montanha

 
Nosso estadia em Ushuaia foi de 4 dias. Tempo suficiente para se ter um panorama sobre o local e suas atrações.
No Parque Nacional da Terra do Fogo, que tem 68 mil hectares de florestas, você encontra lagos, pântanos e rica fauna. Banhado pelo Oceano Pacífico de um lado e o Atlântico de outro, o cenário tem ainda a Cordilheira dos Andes e grandes extensões de campos desérticos. 

O nome da província Tierra del Fuego, da qual Ushuaia é capital, ganhou esta nomenclatura devido a fumaça avistada pelos navios que passavam pela ilha principal. As fogueiras eram feitas pelos povos nômades que ali viviam.
Há diversos passeios ofertados ao turista, conforme consultado no site de “Brasileiro em Ushuaia” (https://www.brasileirosemushuaia.com.br/)
 
Com a opção de otimizar o tempo e aproveitar o melhor de Ushuaia, o foco de nossa aventura foi no seguinte roteiro:
    
  1. Dia: Ushuaia é o ponto de partida para navegar pelo Canal de Beagle e  alcançar o Farol do Fim do Mundo.
Realizamos o passeio de Navegação no  Canal Beagle (Porto de Ushuaia)





 
  • O passeio é feito de catamarã, que  conta com área externa e interna, aquecimento, banheiros, cafeteria e guia registrado.

 


Figura 10 catamarã
 

Figura 11 Marcia Candi e Casal Ribeiro Afonso

Uma taxa portuária é cobrada a cada pessoa que faz um passeio de barco.  
O  Canal Beagle conecta os oceanos Atlântico e Pacífico. Saindo do Porto, faz-se a navegação ao redor da ilha dos Pássaros para apreciação de aves marinhas fueguinas.


 
 Na ilha dos Lobos pode-se observar lobos marinhos por todos os lados, nadando ou simplesmente se aquecendo nas pedras.

Ambas as ilhas pertencem ao arquipélago Bridges.




 
Figura 13 Casal Ribeiro Afonso no Canal Beagle
 O passeio chega até no Farol Les Eclaireurs, que  é conhecido como farol do fim do mundo.
O Farol Les Eclaireurs está em uma pequena ilha no Canal de Beagle, onde estão também muitos pássaros. Ele tem 11 metros de altura, iluminação que alcança 7 milhas e se destaca no meio do mar pela pintura em vermelho e branco.

Figura 14 Casal Ribeiro Afonso
 O farol pode ser visto a partir da navegação pelo canal, em que há paradas para fotos, mas sem desembarque. 
 
É um privilégio avistar os leões marinhos, sentir o ar gélido no rosto, ouvir o som da natureza.

Figura 15 leões marinhos
 
 
  1. Dia: Parque Nacional da Terra do Fogo, que está localizado a 12 km da cidade de Ushuaia. (https://www.argentina.gob.ar/parquesnacionales)
 O lugar é habitat de diversas espécies vegetais.




Figura 17 Tania Mota










 
Estação do fim do Mundo: Trem do fin do Mundo (https://www.trendelfindelmundo.com.ar/es):  saída diária, viajando em vagões com calefação dotados de confortáveis poltronas com  amplas janelas, clássicas da época de ouro dos trens a vapor;  e com narração a bordo do trem gravada com vozes nativas em espanhol, inglês e português sobre a sua história.








A linha de trem foi construída para transportar os prisioneiros, que saíam das celas para cortar lenha nos bosques.
 
 
O Trem do Fin do Mundo refere-se ao trem dos presos, que partia da prisão de Ushuaia para a encosta do Monte Susana para obter diferentes materiais de construção.


Figura 18 - "Estaçao de Tren no  fin do mundo"



Figura 19 - Ribeiro Afonso, Juliana Ribeiro, Tania Mota e MarciaCand

 
A bordo do trem ouve-se a história e desfruta-se das paisagens compostas pelo sinuoso Rio Pipo, pela cachoeira Macarena, cemitério do árvores e pelo majestuoso bosque, percorrendo uma parte inacessível do Parque Nacional Terra do Fogo.
 

Figura 20 trem no fin do mundo



 Na Estação Cascata La Macarena, o trem faz uma parada para apreciar as vistas panorâmicas, além de uma reconstrução de um típico assentamento de uma família de um dos povos originários que habitaram estas terras: os yámanas.


Nesta parada também é possível subir até um mirante que oferece uma fabulosa vista do vale do rio Pipo e de onde é possível observar a nascente da cascata La Macarena na cadeia Del Martial.


Figura 21 Turma do Café com Leite

 
  1. Dia: contato com a neve
Glaciar Martial: Situado no Cerro Martial, a cerca de 7km do centro de Ushuaia é  uma estação de esqui.
Há um teleférico porém não estava funcionando e fomos caminhando. Subida íngreme. O lugar é muito bonito, tinha neve - ainda que com pouca quantidade - e está cercado por uma paisagem natural deslumbrante, com água do degelo, árvores e os Andes.


A visão é surpreendente, com uma vista incrível de Ushuaia, do Canal de Beagle e da própria natureza que está ao redor
 

Figura 22 Cerro Glacial



Figura 23 Marcia Cand



Figura 24 Teleférico - inativo
O passeio na montanha foi emocionante. Tivemos contato com a neve.

Lá está a charmosa casa de chá La Cabaña.  O deslocamento entre a cidade e o cerro foi feito facilmente com um táxi. Fomos bem agasalhados em razão dos ventos no cerro que são fortes e gelados.






La Cabaña - Casa De Té (https://www.lacabania.com.ar/): é uma casa de chá que fica na base do Glaciar Martial. O local é charmoso.Bom para descansar e tomar algo quente depois de fazer uma caminhada ao Martial e curtir a vista e o ambiente. No local são servidos lanches e comidas leves, como sanduíches, medialunas, muffins e doces, além de chocolates quentes e muitos tipos de chá. Junto da casa de chá tem uma lojinha de souvenir.









Figura 28 Casal Ribeiro Afonso



Figura 29  Marcia Cand e Juliana Ribeiro - Casa de Té


 

Figura 30 - Compras na lojinha
 
  1. Dia: dia de caminhar pelas ruas de Ushuaia para tirar fotos com a inscrição "Ushuaia - Fim do Mundo".




Figura 31 Grupo "Café com Leite "
Ushuaia é uma cidade pequena, mas o trânsito de veículos pode ficar congestionado nos momentos de pico.









Figura 32 Calles de Ushuaia

Av. San Martín: é a principal via de Ushuaia e o lugar que concentra grande parte do comércio da cidade: lojas, restaurantes, farmácias, casas de câmbio, posto dos Correios, lojas de lembranças, além de várias lojas que vendem material esportivo e roupas. 
 






Figura 33  Centro de Ushuaia


 Plaza Isla Malvinas: A praça na Av. Maipú, na frente do Canal de Beagle, homenageia os mortos da Guerra das Malvinas. O monumento da praça foi inaugurado em 1994 e criado por uma artista local. Na parte inferior estão os nomes de soldados mortos durante a guerra. 






 

Figura 34 Cultura de Ushuaia

Paseo de los Artesanos: é o local em Ushuaia para comprar artesanato. Trata-se de uma pequena galeria próxima ao porto, onde artesãos fueguinos produzem e expõem o seu trabalho, são quadros, peças de roupa feitas em lã, enfeites para casa etc. 







A noite em Ushuaia é bastante gelada. Em Ushuaia também venta muito.
O  point da vida noturna em Ushuaia é o pub Dublin (https://www.facebook.com/dublinushuaia/), local animado para tomar uma cerveja legitima da Patagônia, confraternizar e conhecer pessoas novas.


***Imagem extraída da internet***

*** imagem extraída da internet***

 


Figura 36 Hora Boa - Bar Ideal
Onde comer: Há diversos restaurantes para uma boa alimentação. Nossa preferência foi no Bar Ideal ( Av. San Martín 393, Ushuaia, Tierra del Fuego, Argentina) – (https://www.brasileirosemushuaia.com.br/blog/guia-de-servicos/bar-ideal/)



Figura 37 Stilo House marcando presença

 

O QUE VESTIR?  Roupas térmicas e especialmente as denominadas Segunda-pele, que fica  colada no corpo;  uma peça de lã, para aguentar zero grau ou de  fleece e por fim, usar um casaco  corta-vento.

Acessórios: Touca, Cachecol, Luvas e meia de lã térmica, apropriada para o inverno e para as mulheres, dá para usar também polainas. Botas de preferência de cano mais alto, a prova d’água e térmicas. Sapatos: impermeáveis e confortáveis.

Ushuaia não é uma cidade muito barata para compras,  apesar de  isenta de impostos,  em razão de distância de centros urbanos, e portanto, nem sempre é possível encontrar roupas por um bom preço. Feitos as conversões, alguns produtos encontrados no Brasil, pode chegar a custar 3 vezes mais do valor no Brasil. 



 

Figura 40 previsão do tempo para Ushuaia em Março de 2016
 
Cambio: a moeda oficial é o Peso Argentino.
Reais e dólares também são bem aceitos em Ushuaia.
O câmbio paralelo é muito utilizado por turistas, mas pesquise para fazer bons cãmbios.
Os cartões de crédito ( TARJETAS) são aceitos.


 Figura 42 - cotação em março de 2016

 
Hora de fechar a mala e preparar pra o transfer para El Calafate.
E assim foi nossa aventura na cidade mais astral do mundo.
Ir até ao fim do mundo é uma aventura imperdível, quando feita com amigos torna-se inesquecível.


Fique ligado e acompanhe a segunda parte dessa nossa aventura ao fim do fundo, breve em nosso portal e app StiloHouse.


* Baixe nosso App no playstore e acompanhe nossos artigos semanais!
https://play.google.com/store/apps/details?id=com.websg.stilohousecombr
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »