13/04/2020 às 15h17min - Atualizada em 13/04/2020 às 16h12min

Especialistas revelam se a compra de carro em leilão é uma boa ideia

Especialistas em carros usados e seminovos alertam sobre os riscos de comprar carros em leilões

DINO
https://noxcar.com.br


Muitos motoristas ficam ansiosos com a perspectiva de um leilão de carros próximo de casa. Afinal, comprar automóvel em um lugar desses costuma ser uma maneira significativa de economizar na aquisição de um veículo.

Em alguns leilões em específico, é possível comprar um carro por até 80% de desconto em relação ao seu preço de mercado no momento. Por isso, muita gente não perde a oportunidade de ir até um evento do tipo para ver os produtos disponíveis.

No entanto, nem todo mundo acredita que essa é a melhor opção para os motoristas que querem trocar de carro. É o que defende o grupo de especialistas da NoxCar , uma das maiores concessionárias de Santa Catarina.

"De fato, a gente não acredita que comprar carros em leilões seja seguro ou vantajoso. Na verdade, é aquela famosa história do barato que sai caro, uma vez que o carro de leilão costuma ter problemas significativos", revela o especialista da empresa.

No geral, para entender porque pode não ser tão vantajoso comprar um carro em um leilão, é importante compreender como os leilões funcionam e quais os tipos que existem no mercado.

"Existem 3 principais tipos de leilões. Tem o leilão de montadora, que é aquele realizado pelas próprias fabricantes de carros. Tem o leilão de recuperação financeira, quando o automóvel é obtido por falta de pagamento ou algum outro problema. Tem ainda o leilão de seguradora, ou seja, de carros recuperados de furto ou que passaram por algum sinistro", explica o especialista.

Normalmente, os leilões realizados por montadoras ou de recuperação financeira podem vir a ter carros em boas condições, mas não é algo garantido. Isso porque esses automóveis podem ter problemas de todos os tipos.

"Um leilão de montadora, por exemplo, pode incluir carros que desenvolveram problemas ao ficarem expostos no pátio das concessionárias. Já um leilão por recuperação financeira pode incluir automóveis de donos que não cuidavam bem dos veículos", explica o especialista da NoxCar.

No entanto, o pior cenário possível para comprar um automóvel é o leilão de uma seguradora. Isso porque todos os carros que se encontram lá passaram por algum tipo de situação que os torna inseguros para o comprador.

"O caso mais comum em leilão de seguradora é o automóvel que sofreu uma batida, consertaram a lataria e colocaram no leilão. O problema é que não dá para saber se essa batida impactou a estrutura do carro, se trouxe danos para a parte mecânica ou qualquer outro tipo de problema. Por isso, não dá para confiar nessa questão", alerta o especialista.

Além desse risco, existem outros muito significativos antes de se comprar um carro em qualquer tipo de leilão. Dentre eles, está a desvalorização e dificuldade de vender o automóvel no futuro.

"O carro comprado em leilão é muito mais desvalorizado do que aquele adquirido em concessionárias ou lojas. Por causa disso, o motorista tem uma dificuldade enorme de revender o veículo ou usá-lo como entrada na troca de um carro novo. Muitas concessionárias nem sequer aceitam conversar sobre o automóvel de leilão, quanto mais comprá-lo", revelam os especialistas.

Até mesmo o argumento do carro ser mais barato cai por terra quando se conhece a realidade do que é um carro de leilão.

"Além da desvalorização, existem dois principais custos de ter um carro de leilão. O primeiro deles é que o seguro de automóvel fica muito mais caro. Mesmo que você tenha comprado o veículo da própria seguradora, ela cobrará mais pelo seguro. Em segundo lugar, há a possibilidade de ter que fazer reparos em pouco tempo. Por isso, o carro adquirido por leilão pode não ser tão econômico quanto se imagina", revela a NoxCar.

"Além disso", continua o especialista, "um carro de leilão fica com o documento ‘sujo’, por assim dizer. Sempre ficará registrado que ele passou por um leilão e, um automóvel com esse histórico, nunca terá o mesmo valor que um veículo que não passou por isso. Em qualquer lugar e qualquer concessionária, sempre pagarão menos por isso".

Se nem do ponto de vista financeiro o carro de leilão é vantajoso, então é necessário aprender como evitar comprá-lo, mesmo que sem querer.

Afinal, também existem algumas concessionárias que comercializam carros usados para o público, os quais foram adquiridos em leilão, normalmente não revelando a origem desses carros.

"Nós recomendamos ao cliente só comprar automóveis com selo de procedência. Nosso próprio catálogo só tem veículos que passaram pela Vistoria Cautelar . Assim, dá para saber toda a origem do carro e identificar se ele foi ou não comprado em um leilão", revela o especialista.

Com esse cuidado, é possível comprar carros usados e seminovos sem correr o risco de acabar adquirindo um veículo que passou por um sinistro e tenha algum tipo de problema escondido, danificando a sua estrutura e colocando em risco o motorista e sua família.

"No fundo, comprar um automóvel em um leilão de carros é uma loteria. Mesmo que o carro esteja em boas condições, ele estará apenas tão bom quanto o mesmo veículo em uma concessionária de usados. No entanto, os riscos são muito altos e é muito mais provável encontrar um automóvel com algum problema do que o contrário. Por isso, o recomendado é buscar uma concessionária confiável, que faça a Vistoria Cautelar nos carros e comprar o seu novo veículo lá, com total segurança", conclui o especialista da NoxCar.



Website: https://noxcar.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »