11/04/2020 às 11h36min - Atualizada em 11/04/2020 às 11h36min

Conversão do Sistema de Freios: TAMBOR PARA DISCO

Que tal mudar o visual do seu STILO e potencializar o sistema de freios

JP RIBEIRO - ////STH NOTÍCIAS
https://freiosbreque.com.br/troca-de-pastilhas-de-freio-em-bh-servico-na-hora/trocando-pastilhas-de-freio-2/
Salve, salve galera stileira...
    Estou aqui, mais uma vez, não para falar verdades, nome de outro bloco que criei, mas para iniciar um novo bloco de matérias, chamada de PROJETOS HOUSE.
    Hoje vou iniciar, com um dos primeiros projetos que fiz no meu veiculo, que foi a conversão de freios a tambor para freios a disco.
    Antes de iniciarmos, que fique bem claro nesse artigo, teve embasamento em artigos referentes ao assunto e claro com pitadas de minha opinião.
 
    Então vamos lá, desejo a todos uma boa leitura!!!
 
Se freios a disco é mais eficiente, por que ainda observamos carros com freios a tambor?
 
    Os freios a disco realmente foi uma evolução tecnológica, que veio para simplificar e melhorar os resultados de ação de frenagem dos automóveis. Mas, nem tudo é apenas vantagem nesse universo, na verdade o freio a tambor detém certos benefícios difíceis de serem superados.
    Em qualquer veiculo, o tamanho do sistema de freios, o diâmetro do disco ou tambor, é limitado pelo vão interno das rodas. Aliás, um dos principais motivos para o aumento do aro das rodas, além da estética, a necessidade de freios maiores, foi atrelada ao aumento da potência e da velocidade máxima. Basta lembrar que carros compactos com motor 1.6 litros, nos anos 80, tinham uma potência por volta dos 80 cv roda, com a aerodinâmica chamada de ‘’caixa de sapato’’, isso resultava numa velocidade final de 160 km/h. Hoje, um carro do mesmo segmento, apresenta em média 120 a 130 cv e podem chegar a 180 km/h facilmente.
    Então, pegando todas essas informações, como podem diferenciar ambos os sistemas? Os freios a disco têm uma vantagem bem significativa, por ter facilidade de dissipar o calor e no tempo de reposta, contra partida, o freio a tambor tem maior área de atrito e servem bem em veículos de cargas ou com características offroad, executando para as mesmas ações correta de frenagem.
Lendo isso, mais uma vez, ainda sim tem dúvidas?
    Lógico que terá, ainda não entrou na finalidade dos méritos, entre os sistemas, mas estamos só detalhando aqui uma explicação, para que você, se optar em fazer tal projeto, não se arrepender do mesmo.
 
Prós e Contras:
    Uma das vantagens do freio a tambor é a simplicidade para integração do freio de emergência e estacionamento, porém essa margem esta sendo diminuída, com a evolução tecnológica em que os freios a discos, estão sofrendo a cada dia, seja por matérias nobres até a própria forma de execução e de resposta para o uso do freio de emergência, exemplo de um dispositivo auxiliar é o abs.
    Em automóveis de menor potência, o freio tambor traseiro, apesar de um sistema arcaico, é escolhido tanto pelo fator custo quanto pela pouca atuação desses freios, já que o torque de frenagem desses veículos não passa de 10% ou um pouco mais no eixo traseiro e nos sedã, que não passam de 20%. Até então, em certo ponto, poderíamos desconsiderar desprezível o freio traseiro, mas ele é de grande relevância, uma vez que, ele é importante para o controle direcional do veiculo em uma frenagem de emergência.
    Os freios a discos, diferentemente, possuem um disco preso ao cubo da roda, no qual é comprimido em suas faces por pastilhas, gerando atrito necessário para frear o carro. As pastilhas por sua vez, são montadas dentro das pinças, junto com pistões que empurram de forma padrão as pastilhas, por isso a eficiência e por ser um sistema aberto, diferentemente do sistema fechado que é o tambor.

Sistema de freios a tambor:

 


Sistema de freios a disco:

 
Assista o vídeo, explicando a funcionabilidade do sistema de freio.

https://www.youtube.com/watch?v=boO4geVU6SM



Conversão do Sistema de freios.
    Primeiramente, vamos desmistificar a utilização de um novo eixo traseiro, para fazer essa conversão.
   Como assim? Observando os stilos 2008+, vemos que os dutos rígidos, são mais curtos, que dos stilos 2007-, que são extensos e vão ate a porção traseira do veiculo, isso não necessariamente em todos os veículos. Nesse quesito, para não ter dúvidas, observe se eles são extensos ou não, se não for, vai economizar e muito com relação ao eixo traseiro.
Observação: a utilização ou não de um novo eixo, vai de gosto para quem tem stilos 2008+, pois toda estrutura é compatível desde o próprio eixo traseiro, quanto a ponta de eixo e as estruturas de conexão, independente dos modelos do veículo.
 
Itens para conversão
  • EIXO TRASEIRO (OBSERVE OS DUTOS RIGIDOS);

 
  • MANGAS DE EIXO TRASEIRO COM PINÇAS (PODE UTILIZAR A MESMA PONTA DE EIXO);
 
 

 
  • FLEXÍVEIS DO FREIO (MELHOR COMPRAR NOVOS);

 
  • CABO DE FREIO DE MÃO (MELHOR COMPRAR NOVO);
 
  • DISCO DE FREIO E PASTILHAS (MELHOR COMPRAR NOVOS): Nesse caso, existem vários tipos de pastilhas, para cada modelo do fiat stilo, então observe a referência compatível com seu carro.
 

 
  • FLUÍDO DE FREIO

 
  • CUBO DE RODAS: Esse item tem uma curiosidade importante, como já sabemos, o cubo de rodas tem para stilos com abs e sem abs, sabendo disso e de alguns terem dificuldade de achar, os que querem fazer essa conversão, em sua grande maioria, seus carro não vão ter o sistema de abs integrado ou seja, se isso acontecer pode sim usar cubos de rodas com abs em carros sem abs, já o inverso não pode.

 
    Dica importante para quem vai fazer a conversão, não se atente em economizar nos itens, já que estamos falando de um sistema vital, para sua vida e de terceiros.
    A conversão é bem simples, substitua toda estrutura de manga de eixo (ponta de eixo + pastilhas +disco +pinças de freio + conexões para o fluído de freio), fixe no luga da estrutura antiga de freio a tambor. Faça a regulagem do cabo de freio de mão e para finalizar a sangria obrigatória.

João Paulo Ribeiro
 

 
https://www.facebook.com/groups/stilohouse/?ref=bookmarks https://stilohouse.com.br/inicio
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »