01/07/2022 às 16h25min - Atualizada em 01/07/2022 às 18h35min

Márcio Medina, novo cliente da agência Groscove já preparou carros para grandes celebridades como Caio Castro e Lucas Lucco

CEO da SFI CHIPS fala sobre preparação automotiva

SALA DA NOTÍCIA Márcia Stival Assessoria
Bruno Van Enck
Recentemente, Jonathas Groscove, publicitário e CEO da agência Groscove anunciou uma nova marca atendida pela agência: Márcio Medina, dono da empresa SFI CHIPS, de preparação automotiva de carros alto padrão.

A empresa é conhecida por trabalhar com desenvolvimento tecnológico, focado em soluções customizadas, também conhecidas como chip de potência, reprogramação de ECU ou chiptuning, além de consultoria em MotorSports e é a maior da América Latina no ramo. Com mais de 10 anos de atuação no mercado, a SFI CHIPS se tornou referência em programação eletrônica de alta performance, trabalhando em parceria com Spinelli Racing e Mitsubishi Motors.

Márcio Medina já realizou trabalhos nos carros de grandes nomes como Caio Castro, Lucas Lucco, Cerolzera – um dos maiores gamers no mundo todo –, Bruno Van Enck, Nicolas Prattes, Ivan Moré e Felipe Titto.

“Um preparador automotivo tem a função de preparar o veículo em várias escalas, vários níveis, seja essa preparação eletrônica, que é o nosso caso, exclusivamente. Mas se você for pegar um preparador que faz um trabalho mais completo, não daria para formatar um trabalho em escala, já que seria totalmente manual, vai desde a instalação e preparação do turbo até preparação do escapamento, um trabalho bem complexo, mas que não tem uma lucratividade muito grande”, explica Márcio.

Estima-se que um preparador automotivo ganha em média um salário de 2 mil reais por mês. Hoje, o CEO da SFI CHIPS fatura isso por minuto. “Ela é uma empresa que é inédita no mundo. Eu vi a oportunidade de ter um trabalho de qualidade e contratar os melhores profissionais do mundo em cada setor, principalmente na parte de desenvolvimento, e fazer uma empresa que tem qualidade, um serviço customizado e, sobretudo, uma escala industrial num trabalho que até então era artesanal.”, declara ele. 

As vantagens de se ter um preparador de alto nível, de acordo com o empresário, é que ele conhece os limites de cada motor. “Então você não entrega o seu veículo, que é um patrimônio seu, que você comprou com muito suor e trabalho, você não entrega isso na mão de qualquer aventureiro que vai testar o que ele pensa ou o que acha no seu carro, acarretando até um prejuízo financeiro. No nosso trabalho, a gente nunca testa nos carros, quando é necessário compramos um carro para desenvolver e isso é um dos nossos grandes diferenciais. Quando o cliente confia o carro dele a SFI CHIPS, a solução que vai ser implementada já foi amplamente testada.”, afirma Medina.

“Antes esse mercado era mais difundido, mas atualmente são poucos os clientes que dedicam um carro simplesmente para a performance. A maioria deles hoje prefere ter um carro de luxo e nesse carro, ele usa para viajar, fazer reuniões, usar para ir para a pista também. Então, ele precisa ter um veículo extremamente performático, mas sobretudo seguro e confiável. E é aí que a gente se diferencia, a empresa consegue entregar essa solução para o cliente, que prevê um grande desempenho sem abrir mão da confiabilidade e segurança do veículo!”, finalizou o diretor.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »