29/03/2022 às 09h55min - Atualizada em 30/03/2022 às 21h25min

3 dicas de como agir ao comprar um carro com multa

SALA DA NOTÍCIA Victor
 

Ninguém está livre de comprar um carro com multa, sabia? Muitas vezes, na pressa de adquirir o veículo, muitas pessoas acabam não prestando atenção aos detalhes e, com isso, fazem uma compra vinculada a débitos que ainda estão em aberto.

E se esse é o seu caso, saiba que não há motivo para se desesperar. É claro que descobrir que o carro possui uma ou mais multas é uma surpresa desagradável, mas há iniciativas que você pode adotar para não ser lesado, financeiramente.

Entenda mais sobre o assunto na leitura a seguir.

O motivo de a multa ser motivo de preocupação para o comprador

Uma multa nada mais é do que uma espécie de penalidade, imposta a quem for flagrado descumprindo alguma regra do Código de Trânsito Brasileiro. Ou seja: qualquer pessoa que cometa uma infração de trânsito é multada.

O que ocorre, porém, é que as multas recebidas ficam vinculadas ao veículo em si, e não à CNH de quem a recebeu, mesmo que implique em pontos na mesma. 

Isso significa que, ao cometer uma infração gravíssima, por exemplo, o condutor recebe 7 pontos em sua carteira de habilitação. Mas o valor da multa, propriamente dito, estará atrelado ao veículo.

Caso o mesmo seja vendido, grandes são as chances de que o novo proprietário tenha que pagar o valor. Por isso é importante seguir as 3 dicas listadas a seguir.

Dicas de como agir ao comprar carro com multa

Dica 1: Faça uma consulta no portal do Detran

Na hora de comprar um carro, principalmente em um processo particular de compra e venda (aquele que não envolve uma loja), é imprescindível que você faça uma pesquisa sobre a atual situação do veículo, em termos de débitos em aberto.

Utilizando dados simples, sendo eles o número do RENAVAM, a placa do veículo e o CPF ou CNPJ do atual dono, é possível fazer uma consulta gratuita no site do Detran e descobrir, em segundos, se há multas a serem pagas. 

Esse é o primeiro passo que você deve dar, a fim de acabar com suas dúvidas e decidir se realmente quer comprar carro com multa.

Se decidiu comprá-lo, é hora de seguir as próximas dicas.

Dica 2: Informe o vendedor sobre a descoberta da multa

Afinal, pode ser que a pessoa que quer te vender ou já te vendeu o carro ainda não tenha conhecimento da multa, uma vez que ela não aparece imediatamente no sistema do Detran.

Já tendo o conhecimento, e sendo uma pessoa que não age de má fé, o vendedor poderá fazer o pagamento, para que não caiba a você cuidar dessa etapa.

Pode ser, ainda, que ele esteja exercendo o seu direito de recorrer e, por isso, não te informou sobre o débito, visto que ele fica “suspenso” durante o período de decisão. De qualquer forma, certifique-se de que a outra parte sabe da existência da multa e tomará as medidas necessárias para não gerar um gasto para você.

Dica 3: Tente um acordo

O vendedor sabe da multa, de fato precisa pagá-la, mas afirma não ter condições para fazer isso?

Então, aí vai mais uma dica muito importante e, também, muito simples:

Ao comprar carro com multa, nessas situações, tente um acordo. Você pode se propor a pagar o valor em aberto, desde que obtenha um desconto proporcional no preço do veículo em si.

Simples, não é mesmo?

Só não esqueça de verificar se já existem juros sobre o valor da multa, para não acabar desembolsando um valor maior do que o desconto que pretende receber.

Em último caso, se acreditar ser necessário, também é possível fazer o pagamento (caso realmente queira ficar com o carro), e depois buscar, na Justiça, o seu reembolso.

Mas, via de regra, a depender do valor da multa, não compensa se estressar: pode ser muito mais prático simplesmente pagar, mesmo que você não tenha sido o infrator.

Quando o assunto é multa, esteja sempre atento!

Comprar carro com multa exige atenção, e muita reflexão. É preciso avaliar se realmente é um veículo que você precisa, ou se seria mais vantajoso adquiri outro, sem débitos.

Caso já tenha feito a compra, e percebido a existência da multa só depois, também é possível “sair ganhando”, seguindo as dicas 2 e 3, listadas acima.

Mas, no que diz respeito a você, como condutor e proprietário, a melhor dica a seguir é sempre dirigir de modo a não cometer infrações de trânsito, correndo, inclusive, o risco de transferir a responsabilidade de pagamento para outra pessoa, quando for vender seu carro atual.

E, mesmo seguindo todas as regras impostas aos motoristas, sempre que possível também faça a consulta de débitos no site do Detran, utilizando os dados citados anteriormente, a fim de descobrir, com antecedência, se não foi multado por engano.

Multas sempre poderão surgir, seja por uma falha em algum radar, por exemplo, ou por mera distração de sua parte. Em todo caso, esteja sempre atento a elas, e exerça seu direito de recorrer sempre que julgar necessário.

 

REFERÊNCIAS

https://gringo.com.vc/comprar-carro-com-multa/

https://doutormultas.jusbrasil.com.br/artigos/525315864/comprou-um-carro-com-multas-saiba-o-que-fazer 

https://www.dabeladespachante.com.br/comprou-carro-com-multas-e-dividas/ 


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »