18/11/2021 às 10h43min - Atualizada em 18/11/2021 às 10h41min

Dinastias

Carlos Alberto Goldani - stilohouse.com.br
Tecnicamente o conceito de dinastia acontece quando sucessivas gerações de membros da mesma família permanecem no poder, governando uma nação por um longo período. A maior parte dos países do velho mundo foi governada por dinastias durante séculos e em alguns países europeus e asiáticos ainda existem famílias reais que continuam no poder, ainda que simbolicamente. O Reino Unido é talvez o exemplo mais lembrado.
 
Existem famílias que cultivam as mesmas atividades e o motociclismo esportivo não é uma exceção, afinal quando alguém da família se dedica com paixão a um objetivo é natural que seus parentes próximos desenvolvam gostos semelhantes, comprovando um ensinamento antigo: “O fruto nunca cai longe do pé”.
 
O campeonato mundial de motociclismo existe desde 1949. O primeiro caso de parentes bem sucedidos participando em competições de alto nível foi no GP da Argentina de 500cc em 1962, com os irmãos Juan Carlos Salatino e Eduardo Salatino terminando em 2º e 3º lugares respectivamente. Resultado semelhante aconteceu em 1997 no GP disputado em Ímola, Nobuatsu Aoki e Takuma Aoki terminaram em 2º e 3º lugares em uma prova vencida pelo australiano Mick Doohan.




Marc Marquez & Alex Marquez (Irmãos)
 
O grid atual da MotoGP relaciona os irmãos Marc e Alex Márquez. Marc dispensa apresentações, 6 títulos de MotoGP e 95 vitórias nas 3 classes em que participou, MotoGP, Moto2 e 125cc. Marc esteve presente em 220 GPs e conseguiu um lugar no pódio 138 vezes, uma taxa de sucesso de 69,5%. Certamente estes números seriam maiores não fosse por uma ausência prolongada causada por um braço quebrado no Grande Prêmio da Espanha em 2020.
 
Com a desistência prematura de Jorge Lorenzo no início de 2020, Alex Márquez foi chamado para compor a equipe, baseado em seu currículo de campeão da Moto3 (2014) e Moto2 (2019).  Os irmãos competiram juntos por apenas 22 voltas antes da lesão de Marc em Jerez. Como a Honda perdeu também o experiente piloto britânico Cal Cruchlow, Alex herdou a responsabilidade de para liderar a equipe.

 

Valentino Rossi & Luca Marini (Meio-irmãos)
 
A importância de Valentino Rossi, que se aposentou depois da prova de Valência 2021, transcende os limites da competição. Disputou 26 temporadas (entre 1996 e 2021), acumulou 9 títulos mundiais, 7 na principal categoria, esteve presente em 432 provas, conquistou 235 pódios (54,4%) e é uma lenda do esporte. Muitos creditam à Valentino o atual estágio do sucesso de público da MotoGP.

Seu meio-irmão, tem a mãe em comum, é 19 anos mais novo, foi promovido à MotoGP em 2020 e participou da temporada de despedida do VR46.
 


Pol Espargaro & Aleix Espargaro (Irmãos)
 

A temporada de 2021 apresentou 3 conjuntos de irmãos compartilhando as pistas, a família Márquez, os meios irmãos italianos e os espanhóis Aleix e Pol Espargaro.
 
Pol foi campeão da Moto2 em 2013 e fez da consistência a sua principal característica. Embora ainda não tenha conseguido vencer na categoria principal, já frequentou o pódio 7 vezes, sendo a última na dobradinha da Honda na 2ª prova de Misano em 2021.
 
O irmão Aleix é dois anos mais velho, foi o mais jovem piloto a vencer o Campeonato Espanhol de 125cc em 2004. Em 2012 conquistou o título de Campeão na categoria CRT (Claiming Rule Team), uma subdivisão da categoria principal criada para aumentar o número de motos no grid, repetiu o feito no ano seguinte. Aleix pilota para a Aprilia desde 2018 e conseguiu nesta temporada o primeiro pódio para a equipe.
 


Kenny Roberts, Kenny Roberts Junior & Kurtis Roberts (Pai & filhos)
 
Kenny Roberts tem uma das maiores taxas de pódios de qualquer piloto na história em GPs, iniciando 62 GPs e ficando 44 vezes nas primeiras 3 posições (24 vitórias, 22 na 500cc e 2 na 250cc). Venceu o mundial de 500cc em sua temporada de estreia em 1978 e repetiu a conquista em 1979 e 1980. Foi o primeiro norte americano campeão do mundo.  Kenny criou uma nova técnica de pilotar uma moto de competição.
 
Seu filho, Kenny Roberts Jr, venceu Valentino Rossi no campeonato de 500cc em 2000. Seu irmão Kurtis desenvolveu sua carreira nos EUA e disputou o mundial de MotoGP em 2007 na equipe particular da família, foi a última vez que irmãos correram pela mesma equipe até Marc e Alex Márquez em 2020.
 


Joey Dunlop, Robert Dunlop, Michael Dunlop e William Dunlop (Irmãos, filhos & obrinhos)
 
A família irlandesa Dunlop, talvez a maior dinastia dos esportes motorizados, foi construída fora dos circuitos da MotoGP, nas provas de estrada da Road Racing. Tudo começou com Joey Dunlop, cujas 26 vitórias no Isle of Man TT, incluindo três hat-tricks (pole, melhor volta e vitória) em 1985, 1988 e 2000. O feito de Joey inédito na época foi igualado por Michael Dunlop em 2013 e, posteriormente, por Peter Hickman em 2019. Joey venceu o GP de Ulster 24 vezes no espaço de 20 anos e foi campeão de Fórmula TT (Tourist Trophy) 5 vezes consecutivas entre 1982 e 1986. Ele perdeu a vida em um acidente em uma corrida da classe 125cc na Estônia.
 
Seu irmão, Robert Dunlop, disputou 23 TT na Isle of Man, vencendo 5 e acumulou 15 vitórias no North West 200, um recorde em 2006. Em 2008 Robert perdeu a vida no evento, após uma queda nos treinos. Seu filho Michael venceu a corrida de abertura do North West 200 2 dias depois. Com 19 vitória em provas TT, Michael é o 3º maior vencedor da categoria, atrás de John McGuinness (23) e do seu tio Joey. Entre suas realizações constam como o primeiro piloto com tempo de volta abaixo de 17 minutos no Snaefell Mountain Course, estabelecendo uma velocidade média de 214,04 km/h (133 mph) em 2016.
 
O irmão de Michael, William, também foi um piloto de Road Racing e conquistou diversos pódios, infelizmente faleceu com 32 anos em função de ferimentos resultantes de um acidente no Skerries 100 (Condado de Dublin, Irlanda) em 2018.
 

A motovelocidade é um esporte contagiante e familiares picados pela mosca azul não raro seguem os caminhos desbravados por pilotos de talento. Como o sucesso não é hereditário, irmãos, sobrinhos e filhos muitas vezes não obtém o mesmo reconhecimento. Roger Lee Hayden & Tommy Hayden são irmãos do campeão de 2006 Nicky Hayden, um piloto que em toda a sua carreira na MotoGP venceu apenas 3 provas oficiais, 2 no ano em que foi campeão e interrompeu a sequência de títulos de Valentino Rossi. Os 3 irmãos apareceram juntos no pódio no Springfield TT em 2001. Roger Lee fez aparições pontuais na MotoGP em 2007 e 2010, e foi campeão da Supersport na época. Tommy Hayden foi campeão da Associação Americana de motociclistas (AMA) Supersport em 2004 e 2005, com Roger Lee terminando como vice-campeão em ambos os anos.
 
Outra lenda do esporte, o australiano Mick Doohan foi campeão mundial em sequência entre 1994 e 1998. Até os dias atuais apenas Giacomo Agostini, Valentino Rossi e Marc Márquez ganharam mais títulos na primeira classe. Seu irmão Scott participou de uma prova de 500cc em 1994 e disputou uma série de corridas do Campeonato Mundial de Superbike entre 1989 e 1992.

 

Giacomo Agostini & Felice Agostini (Irmãos)


Giacomo Agostini é o piloto com o currículo mais impressionante de todos os tempos, venceu o campeonato de 500cc 8 vezes entre 1968 e 1975 (7 consecutivas), além de vencer o campeonato de 350cc 7 vezes em sequência a partir de 1968. Com 223 largadas, 122 vitórias esteve no pódio 159 vezes. Entre 1968 e 1971 venceu todas as corridas que disputou. Participou da Isle of Man em 8 oportunidades e obteve 10 vitórias (em categorias diferentes). Entre suas realizações constam ainda 7 primeiros lugares no GP de Ulster. O irmão de Giacomo, Felice Agostini, também se envolveu em corridas e participou de diversos eventos nas classes 125cc, 250cc e 350cc entre 1975 e 1978, sem, entretanto, obter sucesso. Seu melhor resultado veio no Grande Prêmio da Espanha em seu último ano competindo, terminando em 5º lugar.
 
Carlos Checa foi um piloto espanhol que venceu o mundial de Superbike de 2011. Seu irmão mais novo, David Checa, seguiu seus passos correndo no Campeonato Mundial de Superbike e brevemente na MotoGP em 2005, porém sem resultados expressivos, Seus maiores sucessos vieram no Campeonato Mundial de Endurance, onde foi campeão em 2004, 2014, 2017 e 2019.
 
O irlandês Michael Laverty foi campeão britânico de Supersport em 2007, e venceu as corridas do Campeonato Britânico de Superbike. Em dois anos na MotoGP conquistou apenas 4 pontos. Seu irmão Eugene, cinco anos mais novo, em sua passagem de dois anos na MotoGP foi um pontuador regular, porém não conseguiu pódios. O 3º membro da família Laverty, John, tentou sem sucesso o Campeonato Britânico de Superbike entre 2008 e 2012 e se estabeleceu como treinador de Eugene.

 

Sam Lowes & Alex Lowes (Irmãos)
 
Nascidos em Lincolnshire, os irmãos Lowes (Sam e Alex) são o único caso de gêmeos idênticos nesta relação. Sam fez sua estreia no Campeonato Britânico de Supersport em 2010, conquistando o título, no ano seguinte migrou para o Campeonato Mundial de Superpsort em 2011 e chegou ao título em 2013. Sam transita entre Moto2 e esporadicamente MotoGP. A carreira de seu irmão apresenta uma única aparição no 125cc em 2006 e substituiu o lesionado Bradley Smith por três rodadas da temporada 2016 da MotoGP. Alex é tricampeão das 8 Horas de Suzuka, pilotando pela equipe de fábrica da Yamaha.
 


Remy Gardner – Campeão da Moto2 em 2021
 

Wayne Michael Gardner foi o primeiro australiano a conquistar o Campeonato Mundial de Motociclismo de 1987 na classe 500cc. Na última etapa da temporada de 2021 Wayne testemunhou seu filho Remy conquistar o título da Moto2.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »