01/06/2021 às 12h25min - Atualizada em 02/06/2021 às 00h00min

ATUNORPI expõe demandas turísticas durante reunião com Agência Nacional das Águas

Encontrou online aconteceu quinta-feira (27) e contou com autoridades do setor hídrico Paulista, Paranaense e da esfera federal

SALA DA NOTÍCIA Assessoria ATUNORPI / Jivago França / JDS Comunicação
Área Especial de Interesse Turístico Federal Angra Doce tem imenso potencial turístico da região - Créditos: Marcelo Rossi
A diretoria da ATUNORPI, Associação Turística do Norte Pioneiro do Paraná se reuniu na última quinta-feira (27) de forma online com representantes da ANA - Agência Nacional das Águas e autoridades do setor hídrico Paulista, Paranaense e da esfera federal onde foi exposto demandas sobre o setor de turismo na bacia do Rio Paranapanema e Salto do Itararé.

Durante o encontrou ainda foram discutidos outros assuntos como a piscicultura da região da Área Especial de Interesse Turístico Federal Angra Doce. Representantes do Consórcio Intermunicipal da APA federal do noroeste do Paraná também participaram da reunião.

“A ANA está elaborando uma minuta de regras operativas para a bacia do Rio Paraná e oportunizou esse encontro para ouvir o setor do turismo. Estamos construindo essa apresentação a muitas mãos de forma a garantir que toda essa região fique representada”, disse o Superintendente de Operação e Eventos Críticos da ANA, doutor Joaquim Guedes Corrêa Gondim Filho.

Para o presidente da ATUNORPI, Welington Trautwein Bergamaschi, é necessário que todos se unam em um bem comum para a região. “Nós também temos que fazer a nossa parte. Os municípios, todos temos que fazer. Precisamos cuidar dos nossos ribeirões, das matas ciliares, das minas, pois tudo isso abastece também o lençol freático e as represas”, destacou Welington.

Na pauta do encontro esteve o turismo de toda bacia do Rio Paranapanema, as represas, regiões turísticas “Corredores das Águas”, “Norte e Norte Pioneiro do Paraná” e a “Área Especial de Interesse Turístico Federal Angra Doce”.

“A importância da Situação Hidroenergética da bacia do Rio Paraná, que abrange também a Bacia do Paranapanema/Salto do Itararé, vem trazer a conscientização do uso dos recursos, salientando a importância de baixar as vazões das represas de cabeceiras, como formas de mitigar a queda acentuada dos reservatórios de montante, favorecendo em muito a represa de Chavantes e assim a AEIT Angra Doce Federal”, disse Welington.

A ATUNORPI apoia que a visão de gestão da bacia deve priorizar os usos múltiplos e segurança hídrica. No encontro foi concluído que o melhor lugar para guardar água no sistema hídrico para ter governabilidade é nas cabeceiras, onde atende a demanda, afluência e defluência mínima para todos e respeita a bacia hidrográfica, comunidade e planejamento. Foi definido ao final da reunião, a ANA, que dará continuidade ao debate e execução dessa estratégia.

ATUNORPI- Associação Turística do Norte do Paraná é uma entidade civil, caracterizada como associação de natureza turística, cultural e ambiental e foi fundada em 19 de agosto de 2015. Ela é uma Instância de Governança Regional, responsável pela Região Turística do Norte Pioneiro. Atualmente a região do Norte Pioneiro é integrada por 16 municípios que estão inseridos no Mapa do Turismo Nacional do Ministério do Turismo: Andirá, Bandeirantes, Cambará, Carlópolis, Cornélio Procópio, Ibaiti, Itambaracá, Jacarezinho, Joaquim Távora, Ribeirão Claro, Ribeirão do Pinhal, Santa Mariana, Santo Antônio da Platina, Siqueira Campos, Tomazina e Wenceslau Braz.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »