24/05/2021 às 13h02min - Atualizada em 24/05/2021 às 18h00min

5 dicas para ter um bom relacionamento com seus vizinhos em tempos de pandemia

Segundo a Arbo Imóveis, uma boa relação com a vizinhança pode trazer benefícios e evitar problemas na rotina diária

SALA DA NOTÍCIA Arbo Imóveis
Não é segredo para ninguém que estamos vivendo tempos de sobrecarga psicológica em nossa sociedade por conta da pandemia do Covid-19. Diversas pessoas estão esgotadas com o home office e as tarefas domésticas. E nessa nova rotina, várias famílias ficam em casa 24 horas por dia. Por isso, investir em uma relação boa com o vizinho pode trazer benefícios, ou melhor, evitar problemas para a saúde mental de todos.

Levando estes fatores em consideração, a Arbo Imóveis , marketplace do mercado imobiliário, listou 5 dicas para exercitar e desenvolver uma boa relação com a vizinhança. Não importa se você mora em prédio, condomínio ou casa, as dicas serão valiosas para uma convivência harmoniosa. Confira:

1- Festas
Com certeza muitos de nós já tivemos algum problema com um vizinho festeiro. Ele pode ter qualquer idade, entretanto, muitas pessoas costumam relacionar um vizinho que gosta de festas a um universitário, o que não necessariamente é a realidade. O festeiro muitas vezes não avisa o dia e o horário em que irá fazer barulho, o que pode resultar em uma sobrecarga de estresse para a vizinhança, principalmente pelo fato de que as festas são realizadas, na maioria das vezes, à noite. Devemos lembrar que o excesso de barulho por lei é permitido até às 22h horas, mas não adianta nada ameaçar seu vizinho ou agir de forma agressiva. A melhor atitude para se tomar, é sempre tentar dialogar pacificamente.

2 - Obras
Outro problema muito comum é quando temos um vizinho que está passando por uma reforma. Em tempos de pandemia, muitas pessoas decidiram tirar um tempo para reformarem suas casas. Claro, às vezes, existem reformas emergenciais, mas têm aquelas pessoas que sempre estão mexendo em alguma coisa, o que pode resultar em um acúmulo de estresse para quem mora ao lado. O ideal é sempre combinar horários com o vizinho, caso você também precise fazer uma reforma. Deixar avisado, ameniza a situação para ambas as partes e é um fator importante para uma boa convivência.

3 - Pets
Essa situação também está entre as mais comuns discussões de vizinhos. Gatos costumam ser mais quietos, entretanto, alguns cachorros podem ser um verdadeiro problema em relação ao barulho. É claro que não é culpa dos bichinhos, mas é importante que o tutor tome alguma atitude, como, por exemplo, o adestramento. Cuidado ao reclamar com os vizinhos que têm pets, pois isso pode ser o mesmo que se você estivesse reclamando de crianças. Mande uma carta com um tom mais cortês, explique seus motivos e seu ponto de vista, nunca seja mal educado.

4 - Áreas compartilhadas
Muitos moradores acabam se esquecendo que portaria, elevador, salão de festas, garagem, hall, piscina e espaço gourmet, são espaços compartilhados e devem ser usados pensando no todo. Sempre tem aquele vizinho que esquece luzes acesas, portas abertas, segura o elevador sem pressa, entre outros inúmeros casos. A melhor solução é dialogar de forma calma e lembrá-lo das regras de boa convivência, pois, muitas vezes, essas situações acontecem por conta da personalidade de cada pessoa e não por maldade.

5 - Tenha empatia sempre!
Antes de tudo, lembre-se que uma situação nunca deve ser resolvida com violência ou força. Se você estiver bravo ou magoado com seu vizinho, espere essa sensação passar para tomar uma atitude. Só fale com ele ou deixe recado quando estiver mais calmo. Tenha empatia, isso fará com que a outra pessoa também tenha por você. É uma via de mão dupla que pode resultar em um bom relacionamento e na resolução dos problemas da vizinhança. Se colocar no lugar do outro é fundamental para a resolução de possíveis divergências.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »