30/01/2020 às 15h40min - Atualizada em 30/01/2020 às 16h00min

União Europeia determina que setor automotivo reduza emissão de CO2 em 2020

Nova regulamentação já está em vigor e aplica-se a qualquer veículo produzido na Europa a partir de janeiro.

DINO
https://www.mourafacil.com.br/


O novo regulamento da União Europeia para o desempenho veicular em termos de emissão de CO2 entrou em vigor agora em janeiro de 2020. O descumprimento das novas normas reguladoras prevê multas pesadas para as construtoras que produzem veículos no continente europeu, tudo para garantir que as novas metas ambientais possam ser alcançadas.

Os objetivos da regulamentação fazem parte de um planejamento para cumprir o Acordo de Paris e estabelecem números cada vez mais impactantes até o ano de 2030. Para 2020, foi instituído o limite de 95 gramas de CO2 emitidas por quilômetro para qualquer veículo feito na Europa.  

Mesmo com o incentivo governamental para o cumprimento das novas metas, muitas empresas estão falando em cortes de investimento em mão de obra para direcionar recursos na comercialização de veículos elétricos. O comércio de carros movidos a eletricidade, embora em alta, ainda não foi capaz de igualar os números do mercado tradicional, já que aproximadamente 60% dos carros entregues continuam sendo equipados com motores a gasolina. 

A pauta, hoje considerada fundamental por todos os órgãos ambientais, não está restrita à política europeia. No Brasil, onde ainda não foi concluída nenhuma legislação específica, o debate é contínuo e, mesmo assim, alguns exemplos de ações corporativas já podem ser observados. A Moura, empresa brasileira, implementou um projeto de mudanças tecnológicas em seus processos fabris visando reduzir o seu impacto ambiental, desde 2009, primeiro ano da iniciativa, a emissão de gases nocivos foi reduzida em 12%. 

Além das já tradicionais baterias para sistemas de energia solar e eólica, em 2019 o mercado sul-americano pôde conhecer a primeira tecnologia nacional para Sistemas de Armazenamento em Energia, mais conhecidos como BESS (Battery Energy Storage Systems), desenvolvida pela Moura em parceria com o ITEMM (Instituto de Tecnologia Edson Mororó Moura).

Como as decisões políticas e burocráticas demandam tempo para serem concretizadas, as iniciativas autônomas para a redução dos danos ambientais podem auxiliar no atual cenário. 



Website: https://www.mourafacil.com.br/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »